RECONHECENDO OS SINAIS DA TROMBOSE VENOSA PROFUNDA (TVP)


Uma alteração na cor da pele e, por vezes, inchaço, geralmente em uma das pernas, são alguns dos possíveis sinais da trombose venosa profunda.
Também conhecida como TVP, a trombose venosa profunda é um coágulo sanguíneo que se forma em uma veia profunda dentro de uma parte do corpo e pode ser fatal.

Médicos especialistas reforçam que, apesar de existirem fatores de risco, a TVP pode acometer qualquer pessoa, de qualquer idade.

Mesmo indivíduos ativos e atletas não estão livres do risco de sofrer uma trombose. Atletas de alto rendimento, em especial, pelo nível de desidratação a que se expõe e injúria vascular. Helena Dutra é um exemplo. Adepta da prática de corrida, quando percebeu que seu tornozelo estava inchado, pensou que era uma lesão.
"Eu corro todos os dias", disse Helena. "É parte da minha rotina. É meu alívio para o estresse. Se eu fosse comparar meus dois tornozelos, um deles estava uma polegada maior na circunferência e eu pensei que fosse algo de origem muscular. "
Mas depois de duas semanas de desconforto, Helena acabou buscando ajuda.
"Fui a um fisioterapeuta para ver o que ele poderia fazer para me ajudar. Ele me avaliou e orientou que eu procurasse uma emergência imediatamente", disse. "Ele suspeitou que eu tinha uma trombose."

Especialistas afirmam que os coágulos sanguíneos podem ser potencialmente perigosos, especialmente quando atingem os pulmões pela embolia pulmonar. E é exatamente por isso a importância de buscar um médico precocemente. 

Vermelhidão persistente e inchaço são muitas vezes um sinal de TVP, especialmente nos membros inferiores, mas vale lembrar que os membros superiores também podem ser atingidos. Existe uma longa lista de fatores de risco que podem colaborar com a TVP, incluindo idade, obesidade, imobilidade e tabagismo. Pessoas com história familiar ou portadoras de trombofilia demandam maior atenção e cuidado. 

Como dissemos, qualquer pessoa pode desenvolver um trombo, portanto converse com seu médico para avaliar seus riscos e o que pode fazer para diminuir as chances de ter uma trombose.